Debate sobre reestruturação da TV Pernambuco

22/05/2010

Preocupados em discutir a reestruturação da TV Pernambuco, jornalistas, produtores, artistas, professores e representantes da sociedade civil estiveram reunidos ontem (19 de maio de 2010), no auditório do Porto Digital, no III seminário promovido pelo npvo grupo de trabalho deste veículo de comunicação.

Para debater o tema “Gestão da TV Pública”, o encontro teve a participação do jornalista Laurindo Lalo Leal, da TV Brasil, e da presidente da Associação Brasileira das Emissoras Públicas, Educativas e Culturais (Abpec), Regina Lima, além do diretor-presidente da TV Pernambuco, Roger de Renor.

“Essa iniciativa é importante, pois já começa com a participação do público”, revela Regina sobre o interesse dos pernambucanos em relação à reestruturação da TVPE. A presidente da Abpec também falou que um dos principais desafios é a consolidação de um marco regulatório eficaz para o sistema de TV´s públicas no Brasil como por exemplo os recursos financeiros.

O jornalista Laurindo Leal defende que a radiodifusão seja tratada como os sistemas de água, luz e telefone. “Temos esses serviços para a sociedade, mas a radiodifusão não é tratada como serviço público”. O comunicador falou ainda sobre a importância na criação de conselhos que garantam o ideal e os valores de uma TV pública, além da veiculação de peças audiovisuais de produtores independentes na programação.

O seminário também foi transmitido ao vivo, através de videoconferência, para os municípios de Salgueiro, Caruaru e Petrolina. Com este terceiro encontro, a nova gestão da TV Pernambuco vai elaborar um relatório de reestruturação deste sistema público para apresentar ao Governo do Estado.

Texto: Rogério Balbino

Anúncios

Seminário

07/05/2010

Eles têm os seus momentos:
a individualidade da leitura,
a conversa do dueto,
a espera dos olhos nos olhos.

Estão reunidos para encontrar
o que já se sabia desde o futuro
dos seres magmáticos no final dos tempos.
A vergonha de seu pudor.

Sorrisos interminantes,
Passos incandescentes,
Sou quem deveria acontecer.

Texto e foto: Rogério Balbino